Postagens

Mostrando postagens de Maio 2, 2010

Neville D Almeida tem instalação com a obra TabAmazônica

Imagem
Cineasta de profícuas produções no cinema nacional, Neville D'Almeida (Matou a Família e Foi ao Cinema, A Dama do Lotação) mostra agora sua faceta de artistas plástico em mostra no espaço Oi Futuro, com a obra TabAmazônica.

A obra reúne imagens inéditas do cotidiano do artista numa aldeia Caiapó. Surgiu a partir de vídeos captados em 2003 por Neville e pelo fotógrafo Tamur Aimara. Ao detalhar os índios dessa comunidade, o espectador é convidado a imergir no universo e na cultura indígena.
A instalação emula uma das tabas da aldeia, como uma oca de 50m quadrados por 5mt de altura, sendo construída com sapê, cipó, bambu, varas e troncos e totalmente coberta com palha. Nas paredes e no teto são projetados sete filmes (de 15min) que mostram o cotidiano de uma aldeia. A trilha sonora é composta por cantos tribais, captados in loco, junto com a gravação das imagens.
Vale lembrar que o artista foi pioneiro de instalações interativas. Já em 1973, apresentou “Cosmococa”, em parceria com Helio…

Dossiê 6: Jairo Ferreira no país da invenção

Imagem
Jairo Ferreira Pinto (São Paulo SP 1945) é jornalista, cinepoeta, crítico, cineasta, ator, cineclubista, performer e escritor. Foi coordenador do Cine Clube Dom Vital, de 1964 a 1966. Foi crítico de cinema do jornal da colônia japonesa São Paulo Shimbum, entre 1966-72, acompanhando boa parte do movimento do Cinema Marginal; crítico da Folha de S.Paulo, 1976-80, e do Estado de São Paulo, 1988-90, além de colaborar com revistas como Filme Cultura e Artes, e de editar a revista Metacinema. É autor do texto Cinema: música da luz, que integra o livro O cinema segundo a crítica paulista, organizado por Heitor Capuzzo, e do livro Cinema de invenção, no qual discute a obra de vários cineastas brasileiros considerados experimentais, como Glauber Rocha, Carlos Reichenbach, Walter Hugo Khoury, Julio Bressane.
Na produção cinematográfica, é assistente de direção em O quarto, de Rubem Biáfora, e em Orgia ou o homem que deu cria, de João Silvério Trevisan. É co-roteirista de O pornográfo, longa em 3…