Memória 2: MASSAO OHNO (1936-2010) editor dos tempos românticos

Morreu na madrugada de sexta-feira para sábado do dia 12 de junho de 2010, de câncer no pulmão, o editor Massao Ohno, aos 74 anos. Pioneiro da edição independente no país, Ohno firmou-se publicando, sobretudo, livros de poesia, em edições de grande apuro gráfico.

Além de autores como Roberto Piva, Jorge Mautner e Hilda Hilst, também editou parte importante da poesia haikaística brasileira. Entre as obras de destaque estão a primeira antologia do haikai brasileiro e também latinoamericano. Ohno também foi co-produtor de filmes brasileiros, o de maior destaque é "O Bandido da Luz Vermelha" (1968), de Rogério Sganzerla

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista Exclusiva: LUIZ ROSEMBERG FILHO O Pensador do Cinema Brasileiro.

Memória 1: Artista concreto Rubem Ludolf (1932 - 2010)