Dossiê 16:Len Lye e sua fusão de cores rítmicas das imagens.



















Len Lye nasceu na Nova Zelandia, foi pintor, cineasta e amante do jazz. Lye se mudou para Londres em 1926. Lá ele se juntou na sociedade na Exposição Surrealista Internacional de 1936 e começou a fazer filmes experimentais. Após seu primeiro filme animado Tusalava, Lye começou a fazer filmes em parceria com a General Post Office britânico, para o GPO Film Unit, foi durante alguns anos mão direita de Grierson no GPO.Lye também trabalhou para o sucessor do GPO Film Unit, o Crown Film Unit produção de filmes de guerra de informação, tais como Musical Poster Number One. Com base neste trabalho, Lye foi posteriormente oferecida de trabalho para a March of Time noticiário em Nova York. Deixando sua família na Inglaterra, Lye mudou-se para New York em 1943. Em Radicais Livres usou estoque filme em preto e projetos arranhado na emulsão. O resultado foi um padrão de linhas dançando piscando e marcas, tão dramático como um relâmpago no céu noturno.
Filmografia:

Tusalava (1929)
The Peanut Vendor (1933)
Kaleidoscope (1935) in Dufaycolor
A Colour Box (1935) in Dufaycolor
Rainbow Dance (1936) in Gasparcolor
The Birth of The Robot (1936) in Gasparcolor
Trade Tattoo (1937) in Technicolor
Full Fathom Five (1937)
Colour Flight (1937) in Gasparcolor
North or Northwest? (N or NW?) (1938)
Swinging the Lambeth Walk (1939) in Dufaycolor
Musical Poster Number One (1940) in
Technicolor
When the Pie Was Opened (1941)
Kill or Be Killed (1942)
Color Cry (1952)
Rhythm (1957)
Free Radicals (1958, revised 1979)
Particles in Space (1979)
Tal Farlow (1980)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista Exclusiva: LUIZ ROSEMBERG FILHO O Pensador do Cinema Brasileiro.

Dossiê 12:José Agrippino de Paula o poético mestre das imagens experimentais