Eder Santos: Tecnologia poética na construção da linguagem


Roteiro Amarrado - Eder Santos , retrospectiva do videoartista mineiro Eder Santos, apresentando suas obras em arte digital e vídeoarte. Suas obras são consideradas desafiadoras por serem constituídas predominantemente de ruídos, interferências e distúrbios do aparato técnico chegando, por vezes, a tocar os limites da visualização. Curadoria: Solange Farkas.
Um dos maiores expoentes da arte eletrônica no Brasil, Eder Santos transita entre vídeo, instalação e performances em que usa a imagem como elemento cenográfico e narrativo. Participou da 23ª Bienal de São Paulo e de festivais no México, Holanda, Suíça e Estados Unidos. No 16º Festival Videobrasil, a instalação Low Pressure (Revezamento 3x1), Eder Santos é graduado em belas-artes e comunicação visual pela UFMG. Criou em Belo Horizonte a produtora Emvídeo, onde produziu a maior parte de sua obra. Seus vídeos integram hoje os acervos permanentes do MoMA, Nova York, e do Centre Georges Pompidou, Paris, e são distribuídos internacionalmente pela Electronic Arts Intermix (Nova York) e pela London Electronic Arts (Londres). Realizou diversas videoinstalações para eventos como Videobrasil (São Paulo) e ForumBHZVideo (Belo Horizonte). Trata-se de uma das obras videográficas mais densas e poéticas já produzidas no Brasil.

No Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Rio de Janeiro a exposição, batizada de Roteiro amarrado, além da Enciclopédia da ignorância, trabalho que reúne as mazelas da existência humana, estarão criações dos 10 últimos anos do inquieto artista. Ficam até o dia 11 deste mês, depois vem a São Paulo. Nas obras, experiências radicais, ruídos, interferências, cenas da realidade, modificação de imagens convencionais geradas pela televisão e manipulações com forte sentido existencialista darão o tom dos trabalhos, a maioria deles de caráter interativo, na exposição reúne 18 obras.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista Exclusiva: LUIZ ROSEMBERG FILHO O Pensador do Cinema Brasileiro.

Entrevista Exclusiva com José Sette o poético amor pela sétima-arte